Concurso Público? Descubra Que Concurso Fazer

Uma das grandes dúvidas de quem deseja prestar concurso público é: Que Concurso Fazer?

E para responder a essa pergunta, basicamente, você precisa definir:

  •  a área de interesse;
  • o órgão que deseja trabalhar; e
  • o cargo que irá prestar o concurso público.

Marcos, mas você pode me mostrar como aplicar esse passo a passo, na prática?

Claro, vem comigo…

Área de Interesse do Concurso Público

Sobre a área de interesse, você pode optar entre…

(1) jurídica;
(2) fiscal;
(3) bancária;
(4) legislativa;
(5) saúde;
(6) educação; e
(7) segurança pública.

Você pode escolher uma dessas 7 áreas de concurso público, entre outras que não citei.

Uma consideração importante é que algumas áreas ainda podem ser divididas em subáreas.

Esse é o caso da área jurídica, por exemplo, que você poderá optar pela subárea de tribunais, defensorias, procuradorias e ministério público.

Depois que você escolheu a área e subárea, quando for o caso, é necessário se preocupar com o órgão que você quer atuar, dentro da área que escolheu.

Órgão que deseja trabalhar

Deixa eu te apresentar alguns exemplos de órgãos que você pode trabalhar, dentro de cada área que citamos…

Começando pela subárea de tribunais, você pode escolher entre os tribunais do trabalho, federais, eleitorais ou de justiça… Já se tratando de tribunais superiores, você tem como oportunidade o STJ, STF, TST e TSE.

Essas são algumas das oportunidades na área jurídica, especialmente na subárea de Tribunais.

Mas vamos falar das outras áreas…

Área Fiscal…

  • receita federal
  • iss
  • tcu e
  • icms…

Área bancária

  • Banco do brasil,
  • bndes,
  • banco central ou
  • caixa econômica…

Área Legislativa

  • câmara dos deputados,
  • senado federal e
  • assembleias legislativas…

Área da saúde

  • Agência Nacional de Saúde
  • Ebserh e
  • Hemocentro…

Área de Educação

  • institutos federais
  • universidades e
  • secretarias…

Área de Segurança Pública

  • Polícia federal
  • Polícia Rodoviária federal
  • Departamento penitenciário nacional
  • Polícias civil e militar…

Sim! Essas são algumas das oportunidades, não todas…

Após escolher a área e o órgão que deseja trabalhar, dentro da área que tem interesse… você precisa definir o cargo que irá prestar o concurso público, não é?

Cargo que irá prestar o concurso público

Nesse momento eu quero te explicar que existem duas possibilidades quanto a escolha do cargo.

Você pode optar entre cargos de nível médio ou superior…

Existem cargos de nível superior que precisam de uma formação específica e outros, que bastará que tenha o nível superior em qualquer área de formação.

Já os cargos de nível médio, você pode optar por aqueles que precisam de uma formação técnica em área específica ou aqueles cargos que exigem apenas o nível médio.

Um exemplo de cargo de nível superior com formação específica é o de Delegado da Polícia Federal…

Para esse cargo é necessário o diploma de graduação em Direito…

Diferente do cargo de Agente, que não precisa de uma formação específica. Somente é necessário que você tenha o nível superior reconhecido pelo MEC, em qualquer área de formação….

E quanto ao nível médio, na Polícia Federal, uma oportunidade é o cargo de Agente Administrativo…

Marcos, mas você pode me dar um exemplo sobre a escolha do cargo em outra área…?

É claro!

Vamos supor que tenha escolhido prestar concurso público de tribunais, especialmente para Tribunais Regionais do Trabalho, você pode escolher o cargo de AJAJ, Analista Judiciário de Área Judiciária.

Para esse cargo, é necessário a graduação em direito…

Ou você poderia escolher, ainda para esse tribunal, AJAA… Analista Judiciário de Área Administrativa. Nesse caso, é suficiente que você tenha o diploma de nível superior, em qualquer área de formação…

Por outro lado, quanto ao nível médio, uma oportunidade é o TJAA, Técnico Judiciário de Área Administrativa… É suficiente que você tenha o nível médio e não é necessário nenhuma formação técnica.

Portanto, como você pode perceber, para escolher o concurso público que irá prestar, você precisa…

Definir a área de interesse… o órgão que deseja trabalhar… e o cargo que irá prestar o concurso público.

Marcos, mas quais são os sites que eu posso utilizar para pesquisar, antes de definir cada um desses passos que você citou?

Claro, eu vou te falar….

Você pode usar o jc concursos, folha dirigida, pci concursos, entre outros sites que sejam confiáveis…

Mas basicamente, esses são os principais.

Ao entrar no site jc concursos você deve usar a ferramenta de pesquisa para buscar notícias sobre os concurso público que poderá prestar.

Validando a sua escolha de concurso público

Existem alguns fatores que são determinantes para confirmar que o concurso público que você escolheu, realmente é a melhor opção…

Esses fatores são aplicáveis quanto a área, órgão e o cargo que você escolheu.

Sobre a área, um fator determinante é a afinidade. Justamente porque nem sempre, a área que você tem mais interesse, é a que possui maior afinidade.

Então, você de se perguntar…

A área que você escolheu é a que possui maior empatia, maior afinidade?

Caso a resposta seja não, repense a sua escolha.

Sobre o órgão, temos dois fatores que são determinantes: o local de trabalho e a antecipação…

O órgão que você escolheu possui vagas em regiões que você tem interesse?

Essa pergunta é importante para você perceber se o órgão que escolheu prestar concurso  público abrirá vagas para a região que você more ou tenha interesse em mudar.

Então é preciso ler a fundo sobre notícias dos lugares de destinação das possíveis vagas do próximo concurso público.

Além disso, o órgão que você escolheu abrirá concurso público após 6 a 12 meses de preparação?

Estamos diante de um fator muito importante, a antecipação…

Para que a sua preparação seja antecipada e lhe permita realmente chegar preparado quando o edital for publicado, é necessário se programar para estudar pelo menos 6 meses para determinado alvo, antes do concurso público sair…

Lembre-se que não adianta nada você entrar na fase de edital aberto para ver tudo como se fosse a primeira vez… Você já precisa do material de revisão elaborado e ter uma base, ainda que não tão profunda, do conteúdo que foi publicado no seu edital.

Para isso, se oriente por editais anteriores e evite se preparar para ser aprovado ontem. A aprovação requer tempo e dedicação, antes mesmo do edital sair.

Quanto maior a sua preparação antes do edital ser publicado, menor é o seu desespero quando estiver aberto…

Portanto, o concurso público que escolheu sairá após 6 a 12 meses de preparação? Sim! Então você está no caminho certo…

Por fim, em relação ao cargo que escolheu prestar o concurso público, você tem 5 fatores determinantes, são eles: a realização profissional, a vocação, a escolaridade, a remuneração e o bem-estar ao exercício do cargo.

Você será realizado com as atribuições do cargo que escolheu?

Já atendi muitas pessoas que já eram concursadas e que haviam investido muito tempo em sua preparação para ser aprovado no atual concurso público que ocupam e que me procuraram justamente para trocar de função, ocupar outro cargo, com remuneração nem tão diferente, acredite…

Isso acontece porque não validaram a sua escolha quanto as atribuições do cargo que escolheu.

Conhecer bem as atividades que irá desempenhar no exercício desse ou aquele cargo, pode poupar futuras frustrações após aprovação.

Tenha certeza que as atribuições que irá desempenhar é justamente o que procura para alcançar a tão sonhada realização profissional.

Você tem afinidade com as principais disciplinas do concurso público?

Essa pergunta está relacionada ao fator determinante da vocação e basicamente complementa o fator anterior, sobre a realização profissional.

Marcos, como assim?

Simples!

Quais são as principais disciplinas de um concurso público?

São aquelas que tem mais a ver com as atribuições que vai desempenhar ao tomar posse no cargo, não é mesmo?

Por exemplo, em concursos fiscais, o direito Tributário é um das principais Disciplinas… Em concursos bancários, a disciplina conhecimentos bancários. Em concursos de segurança pública, direito penal e processual penal. Em Concursos de tribunais eleitorais, direito eleitoral. E por aí vai…

O fato é que existem algumas disciplinas do concurso que estão mais relacionadas as atividades que você vai exercer naquele cargo que escolheu, não é?

Então… Volto a repetir a pergunta… Você tem afinidade com as principais disciplinas do concurso?

Caso a resposta seja sim, muito bem! Escolheu corretamente… Mas caso a resposta seja não, você deve repensar a sua escolha…. não gostar de uma disciplina que está mais relacionada com as atribuições que você vai desempenhar é o mesmo que trabalhar com algo que você não tem interesse e nem afinidade…

Por exemplo, se você não gosta de Direito Tributário, é essencial evitar concursos em que essa matéria esteja mais relacionada com as atividades que irá prestar.

Espero que tenha entendido…

Continuando…

Você tem a formação necessária ao exercício do cargo?

Essa pergunta ajudará você a confirmar a escolaridade exigida ao cargo. Em caso de dúvidas, sempre leia o edital relacionado ao concurso que deseja se preparar… Caso ainda não foi publicado o edital do concurso, justamente por optar em se preparar antes do edital sair, poderá se orientar pelas informações do último edital. Ou, se preferir, também pode optar pelos sites de pesquisa que mencionei ao final da última aula.

O cargo possui uma remuneração que atende às suas necessidades do estado desejado?

Esse pergunta refere-se a remuneração como um dos fatores determinantes que para validar a escolha do seu concurso.

Recomendo pensar nas mudanças financeiras que sejam urgentes e inadiáveis. Algumas pessoas desejam pular de mil para 25 mil reais, sem se quer ter uma base financeira para manter a sua preparação para cargos de alto escalação, o que pode levar mais tempo que o tempo, é claro…

Portanto, seja plausível quanto a remuneração que deseja de um cargo público, afinal, esse fator é importante, mas não é o único, como vimos até agora…

No cargo que escolheu, você terá o bem estar físico, mental e psicológico que busca?

Essa pergunta se refere ao fator do bem-estar.

Há um ponto mais importante nesse fator, que é justamente sobre as atividades de risco.

Caso você tenha deseja ingressar em carreiras policiais, deve estar ciente do risco envolvido no exercício da atividade.

Da mesma forma, caso não queira trabalhar em atividades de risco, você deve evitar alguns cargos.

Então, pergunte a si mesmo se no cargo que você escolheu, você terá o bem estar físico, mental e psicológico que busca?

Isso ajudará a tomar a decisão que melhor se adapta ao seu perfil.

Marcos, mas você deixou de falar de um fator que também é determinante…

A concorrência no concurso público

Não! Ela não é tão importante assim. E você vai descobrir o por quê.

Vamos supor que você vai optar por um cargo de formação específica na sua área, pois acredita que a concorrência dele seja bem menor que outro cargo, de qualquer formação.

Sim! A concorrência é menor, mas existe outra variável que é importante.

Observe que em cargos de formação específica a concorrência é menor, porém + preparada.

Diferente dos cargos de qualquer formação, em que a concorrência é maior, porém – preparada.

Como assim?

Deixa eu te apresentar três exemplos…

O primeiro exemplo pode ser a comparação de concorrência dos cargos de Delegado e Agente da Polícia Federal. O cargo de Delegado requer a formação específica de graduação em Direito. Já o cargo de Agente, não precisa de uma formação específica, basta que você tenha o nível superior em qualquer área de formação.

Agora pense… Vamos supor que você tenha graduação em Direito, você poderá prestar concurso para Delegado ou Agente da Polícia Federal.

Pode ser que diante dessas duas opções alguém escolha o cargo de Delegado, pois o número de candidatos é menor.

Entretanto, quero deixar claro que há uma ressalva, pois se trata de uma balança de dois pesos.

O número de candidatos é menor, porém, todos aqueles que prestarem concurso para Delegado são formados em Direito e, por consequência, em sua vida acadêmica já viram, ainda que de modo superficial, boa parte do conteúdo programático apresentado no edital.

Então, a concorrência é menor, mas é bem preparada nesse sentido.

Por outro lado, a concorrência de Agente da Polícia Federal é maior, justamente por ser aceito qualquer diploma de graduação em nível superior, mas ela é menos preparada.

Isso eu posso afirmar, pois a maioria dos candidatos se quer viram o conteúdo programático em sua vida acadêmica.

Não que isso seja considerado um fator determinante, mas assim você pode perceber que ao optar por um ou outro cargo pelo critério da concorrência, sempre há o lado bom e ruim da escolha de qualquer das oportunidades.

O segundo exemplo pode ser a comparação de concorrências dos cargos de Analista Judiciário e Analista Administrativo de Tribunais…

O primeiro precisa de diploma em Direito e o segundo não requer uma formação específica.

Quem é formado em Direito poderia concorrer para ambos os cargos, acontece a mesma avaliação que citei anterior.

O terceiro exemplo pode ser a comparação de concorrências dos cargos de Analista do Seguro Social de Função Social e Técnico do INSS

Nesses casos, também acontece a mesma coisa… Quem pode prestar para Analista do Seguro Social e que tenha Formação em Serviço Social, também pode prestar para Técnico, mas há de se observar a mesma avaliação…

A concorrência sendo menor é mais bem preparada e sendo maior, menos bem preparada.

Continuando…

Nesse momento quero conversar sobre a quantidade de concursos que você deverá considerar em sua preparação, consequentemente em seu planejamento de estudo.

Ao escolher apenas um concurso como alvo você terá como efeito positivo o foco maior de sua dedicação, entretanto, como ponto negativo, pode ser que tenha dificuldade em saber como reaproveitar o que estudou, após realizar o concurso e continuar nessa jornada.

Por outro lado, ao escolher 2 ou 3 concursos você não terá o mesmo foco que em apenas 1 concurso, entretanto, terá muito bem determinado seu plano B e C, caso não tenha o resultado desejado em sua primeira opção.

Mas tome cuidado, nessa opção você deve escolher dois ou três concursos que tenham disciplinas parecidas. Não adianta nada você estudar apenas para dois ou três concursos, mas que a maioria do conteúdo não seja o mesmo. Repito! As disciplinas devem ser parecidas…

Marcos, você pode exemplificar como isso pode ser feito? É claro!

Vamos a 3 exemplos…

Imagine que você tenha interesse apenas em prestar concursos de AJAJ, Analista Judiciário de Área Judiciário…

Nesse caso, ou você pode prestar concursos para esse cargo em 2 ou 3 tribunais, dentro do mesmo estado…

Ou, ainda, você pode prestar concursos para esse cargo em um tribunal específico, mas em 2 ou 3 estados.

Seria uma possibilidade, ok?

Como segundo exemplo, trouxe para você a área de segurança pública… você pode escolher se preparar para Agente da Polícia federal, Policial rodoviário federal e Agente do Departamento Penitenciário Nacional. Seriam três oportunidades que estão correlacionadas. São cargos de nível superior que não precisam de uma formação específica e que a maioria das disciplinas são as mesmas…

Como terceiro exemplo, trouxe a área bancária. Você poderia se preparar para os concursos do banco do brasil, caixa econômica e bacen, ao mesmo tempo, pois várias matérias também são iguais…

Continuando…

Já escolhendo 4 ou mais concursos corre o risco de estudar muitas disciplinas que seriam úteis apenas para 1 ou outro concurso. Essa é a hipótese da metralhadora giratória, que atira para todos os lados. Isso não é bom, pois você precisa ter foco!

Por fim, como última observação quero falar sobre a escolha do concurso dos sonhos e o concurso degrau… qual a diferença?

Vamos supor que você não tenha estabilidade financeira para se preparar para um concurso de juiz, então, você pode prestar concurso para técnico, analista e até outros cargos, antes de realmente se dedicar a preparação para magistratura.

Então, se a sua maior vontade é um concurso que tenha um conteúdo programático muito extenso e que requer títulos específicos para que você assuma a posição que deseja, pode ser que seja necessário usar concursos intermediários como forma de subir degrau a degrau, até que seja capaz de se dedicar a um concurso de alto escalão, que muitas vezes precisam de uma dedicação muito maior e mais tempo de preparação.

Recapitulando, concurso dos sonhos é aquele objetivo final… e quando não é possível direto para ele, pode ser uma opção fazer concursos menores, o que podem ser denominados como concurso degrau, justamente por ser uma posição temporária até que seja capaz de investir em sua preparação e se dedicar com mais tranquilidade para posições maiores.

Chegamos ao final do post, mas ainda preciso te dizer que você pode baixar meu Guia Essencial de Aprovação em Concursos, disponível gratuitamente por pouco tempo…

Clique aqui e baixe AGORA

Um abraço,
Marcos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *